Simpatia no atendimento a clientes, Brasil fica em penúltimo lugar.

 

Simpatia no atendimento a clientes é algo raro em nosso país.

A revista Exame, no dia 20 de fevereiro de 2018, divulgou que o Brasil fica em penúltimo lugar na classificação sobre atendimento a clientes no quesito “SIMPATIA”.

Nessa pesquisa, o Brasil só perde em simpatia no atendimento para o Japão.

Confesso que não me surpreendi com essa notícia, porque, o que vemos hoje, na maioria das vezes são atendimentos de pessoas mal humoradas, irritadas, estressadas, etc…

O que acontece nessa situação é que a empresa tem grande responsabilidade por esse comportamento antipático.

 

Quais são os problemas que causam a falta de simpatia no atendimento:

  • Salário insatisfatório (o colaborador sabe quanto ganha o profissional da sua área em outras empresas e descobre que ganha bem menos)
  • Sobrecarga de trabalho (a empresa reduz o quadro de funcionários, e os que permanecem, acabam absorvendo)
  • Falta de reconhecimento profissional (a empresa cresce e precisa de novos líderes e em vez de investir no profissional interno, acaba contratando de fora)
  • Ambiente de trabalho inadequado (local sem higiene, sem lugar para descanso, e pra fazer suas refeições)
  • Dificuldade de comunicação com os integrantes da equipe (por falta de integração e por gerar uma concorrência interna na empresa).

Agora, vamos pensar juntos?

O que fazer para o atendimento mudar no Brasil?

A empresa que conhece o perfil ideal de colaborador e faz a captação correta no mercado, torna mais fácil a relação cliente/atendente. Cada um sabe o seu papel e todos ficam satisfeitos. Contratar bem deve ser um valor para a empresa. Mas não apenas isso; preparar seus colaboradores também deve fazer parte do perfil das empresas. Isto para aquelas que querem se destacar em nosso cenário caótico de atendimento e baixo grau de simpatia.

Como melhorar a simpatia no atendimento?

A resposta é: Treinamento, reciclagem. Tanto dos atendentes quanto dos líderes desses departamentos. Em muitos casos, como nas empresas com apenas uma unidade, o treinamento dos proprietários também é mandatório. O foco para a melhoria da simpatia no atendimento é sempre mais preparação. É importante lembrar que o cliente está cada vez mais esclarecido e exigente. Soma-se a isto o fato de também não abrir mão de um atendimento de qualidade. E se for simpático ainda, nada mais será necessário para cativá-lo.

Moral dessa postagem: “Treine, capacite e valorize seu colaborador”, afinal é seu negócio e não dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *